Destaques

Logística é essencial para desenvolvimento

"Para regiões que precisam se desenvolver rapidamente, a logística é essencial. Se não fosse o Porto do Pecém, não poderíamos estar construindo uma siderúrgica, não se poderia pensar em uma refinaria e em grandes projetos, porque não haveria como escoar a produção nem como receber os insumos necessários à indústria". A afirmação é do diretor de Portos da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) e ex-ministro da Integração, Pedro Brito, que participa hoje do lançamento do 10º Seminário Internacional de Logística, que ocorrerá no Centro de Eventos do Ceará, nos dias 11 e 12 de novembro, incluindo, também, a Feira Internacional de Logística ­ Expolog.

A solenidade de lançamento do evento ocorre hoje, às 7h30, no auditório da Superintendência do Banco do Brasil. Na ocasião, Pedro Brito falará sobre "Um Novo Cenário Logístico para o Nordeste", tendo como foco a Ferrovia Transnordestina e o Porto do Pecém. Segundo o diretor, o porto representa um valioso instrumento para o desenvolvimento regional por influenciar o crescimento de toda uma cadeia produtiva.

Além de destacar a relevância do porto, Brito ressaltou, em entrevista ao Diário do Nordeste, outros fatores que são necessários ao Ceará em termos de infraestrutura. "É preciso que se tenha todos os acessos ao porto moderno, como está sendo feito com a Transnordestina, e é preciso rodovias que liguem o porto a diversos centros consumidores, possibilitando escoar a mercadoria. O acesso por hidrovias, apesar de não ser o foco do Ceará, também é muito importante. Além disso, é preciso que haja um plano continuado de investimento, para que a logística seja sempre atualizada e que seja possível reduzir os custos", afirma.

Transnordestina

A Ferrovia Transnordestina, empreendimento realizado pela Companhia Siderúrgica Nacional com apoio financeiro do Governo Federal, por meio do Programa de Aceleração do Crescimento ­ (PAC) 2, interligará os portos do Pecém e Suape (PE) às regiões de Cerrado, no Piauí, representando um projeto de grande vulto para o País.

Suas obras, no entanto, estão lentas, e uma série de problemas atrasam a execução. Segundo o Brito, o projeto possui um longo prazo de maturação e os custos não podem ser tributados somente à iniciativa privada.

"Enquanto cabe ao governo fazer a infraestrutura, construir o porto, os terminais e as rodovias de acesso, cabe à iniciativa privada fazer os investimentos dos terminais. A aliança entre poder público e privado é fundamental para o estabelecimento de uma infraestrutura moderna e eficiente", reforçou.

Atraso

O atraso de quase cinco anos na entrega da Transnordestina, segundo o diretor, traz perdas para o Ceará, que precisa de ferrovias que auxiliem no transporte de grandes volumes de cargas. "A região precisa de uma ferrovia eficiente que reduza os custos do transporte. Quanto mais rápida estiver construída a Transnordestina, mas rapidamente será dada a condição para que novos projetos sejam implantados", afirmou Brito.

Hub

Outro projeto de infraestrutura e logística que poderá ser implantado no Ceará é o hub da TAM, que está sendo disputado também por Natal e Recife.

Para Brito, Fortaleza tem grande capacidade competitiva por possuir uma ótima localização geográfica e já reunir as condições para que se faça o investimento, mas precisa "ter um aeroporto à altura". Ele destacou, nesse sentido, sua simpatia à recente decisão do Governo do Ceará de privatizar o Aeroporto Internacional Pinto Martins. "Privatizar o aeroporto vai contribuir para consolidar um polo aeroviário aqui, como esse que a TAM quer concretizar".

A palestra de Pedro Brito trará, ainda, comparativos e levantamentos sobre o Programa de Investimento em Logística (PIL) do Governo Federal, que prevê para os próximos anos um investimento de R$ 198,4 bilhões na infraestrutura do País, sendo R$ 86,4 bi em ferrovias, R$ 66,1 bi em rodovias, R$ 37,4 bi em portos e R$ 8,5 bi em aeroportos.

A solenidade de lançamento do evento acontecerá durante a reunião do Pacto de Cooperação da Agropecuária Cearense (Agropacto).

Mais informações:

10º Seminário Internacional de Logística, de 11 a 12 de novembro, no Centro de Eventos do Ceará.

Fonte: Diário do Nordeste