Destaques

Para ministro, UE está mais disposta a concluir acordo comercial com o Mercosul

O Ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Pereira, afirmou nesta terça-feira (31) que tem observado crescimento da disposição da União Europeia em avançar na negociação do acordo de livre comércio com o Mercosul.

“Eu percebi uma disposição da União Europeia em avançar essa negociação com o Mercosul como eu não via antes”, afirmou Pereira, após reunião com o ministro da Produção da Argentina, Francisco Cabrera, em Brasília.

Segundo Cabrera, a comissária de comércio da União Europeia, Cecilia Malmström, falou, durante uma reunião, sobre a disposição do bloco de concluir as negociações do acordo em um ano. Após o encontro da Comissão Bilateral de Produção e Comércio entre Brasil e Argentina, os dois ministros destacaram ainda que as políticas protecionistas do novo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, são oportunidades para o Mercosul.

“O Mercosul está alinhado como não esteve nos últimos vinte anos. Eu percebo que o Mercosul é um grande mercado e que aqueles que poderão sofrer alguma dificuldade com a postura dos Estados Unidos poderão, e seguramente procurarão e já estão procurando o Brasil para negociação de livre comércio”, disse Pereira.

O ministro brasileiro destacou que o bloco econômico, composto por Brasil, Argentina, Uruguai, Paraguai e Venezuela (esta última suspensa), também está avançando em negociações com o México, Chile, Colômbia e Canadá.

O ministro argentino enfatizou ainda as oportunidades de negociações com os países do sudeste asiático.

“Seguramente, se a política do presidente dos Estados Unidos for a de revisar e cancelar acordos comerciais, haverá muitos sócios do sudeste asiático que vão querer revisar suas políticas externas”, disse.

Os ministros destacam que, na reunião realizada nesta segunda e terça (30 e 31), Brasil e Argentina discutiram formas de ampliar o fluxo de comércio e fecharam ainda um termo de cooperação técnica com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para a execução de um plano de ação em facilitação de comércio.

Fonte: G1